Dedico este livro à Edith Benghi Varnier, a minha querida vó Didi, que sempre me cuidou e que ainda continua de olho nesse neto travesso.

Um grande beijo.